Category

Arte e Luxo

Arte e Luxo

PrimeTour lança Travel WishList Brasil na SP-Arte/Foto no JK Iguatemi

Para você que ama viajar e busca viagens sob medida pelo Brasil,  uma notícia perfeita: no próximo dia 23 de agosto, durante a preview da SP-Arte/Foto no Shopping JK Iguatemi, que inaugura a mais importante feira de fotografia do país, a “PrimeTour Brasil.” fará o lançamento de sua mais recente publicação. TRAVEL WISHLIST BRASIL  reúne as melhores vivências de luxo do país operadas pela PrimeTour, expert em viagens customizadas. Leia mais

Arte e Luxo

Fabergé: história, tradição e alto luxo desde 1842 também na internet

Marcas de alto luxo sempre tem história e tradição. Um ótimo exemplo é a grife Fabergé fundada em 1842 por Gustav Fabergé, que ficou famosa por sua criação de ovos com pedras preciosas, e sob a direção de seu filho, Peter Carl Fabergé, tornou-se a joalheria oficial do império russo. Verdadeiras obras-primas da joalheria produzidas por ele e sua equipe entre os séculos XIX e XX para os czares da Rússia.

Leia mais

Arte e Luxo

Luxo, Arte e Design: MADE terá AMMA Boutique de Arquitetura como sua pop up store oficial

De 14 a 18 de Agosto ocorrerá o MADE (Mercado, Arte, Design), mostra de design que será no Jockey Club de São Paulo – um grupo formado por designers, arquitetos, entusiastas, colecionadores e galeristas que partilham do mesmo objetivo: criar uma plataforma multifacetada que apoia não apenas o design – do vintage ao contemporâneo – mas também áreas que convergem, como arte, fotografia, projetos gráficos e Leia mais

Arte e Luxo, Jóias e Relógios, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo

Fabergé: o luxo de séculos passados agora também online

Por Ricardo Ojeda Marins (Artigo publicado no site Gestão do Luxo da FAAP)

Joalheria oficial do império russo escolhe a internet como sua principal plataforma de vendas

A grife Fabergé, fundada em 1842 por Gustav Fabergé, tornou-se famosa por sua criação de ovos com pedras preciosas, e sob a direção de seu filho, Peter Carl Fabergé, tornou-se a joalheria oficial do império russo. Os Ovos Fabergé eram obras-primas da joalheria produzidas por ele e sua equipe entre os séculos XIX e XX para os czares da Rússia.

Encomendados e oferecidos na Páscoa entre os membros da família imperial, os ovos acomodavam surpresas e miniaturas, e eram cuidadosamente elaborados com a combinação de esmalte, pedras preciosas e metais. Desejados por colecionadores em todo o mundo, eles são ainda alvo de admiração pela sua perfeição e considerados expoentes da arte joalheira.

Dos 50 ovos imperiais, apenas 42 ainda existem, e alguns deles estão expostos no Palácio do Arsenal do Kremlin. Considerado o mais caro de todos, o Winter Egg, que em 1913 foi um presente de Nicolau II para sua mãe, Maria Fedorovna, foi arrematado por US$ 9,6 milhões há cerca de oito anos, em leilão realizado pela renomada Christie’s.

Após a Revolução Russa, em 1917, a grife passou por várias mãos, incluindo companhias como Elizabeth Arden e Unilever. Desde 2007, a marca adorada pela corte de Moscou pertence ao grupo Pallinghurst Resources.

Seus novos detentores pretendem retomar sua tradição na joalheria e se dizem prontos para competir com grifes renomadas, como Tiffany & Co. e Cartier. Na atual coleção, as luxuosas e raras peças têm preços que iniciam em US$ 40 mil e podem chegar a US$ 7 milhões. O joalheiro francês Frederic Zaavy, designer da marca, foi o criador da coleção inicial e utilizou pedras preciosas minúsculas em cada peça, criando efeitos de mosaico em brincos, anéis e colares.

A volta triunfal da Fabergé foi planejada com riqueza de detalhes e segue uma estratégia nada tradicional. Para seu relançamento, a empresa escolheu a internet como principal plataforma de vendas de sua coleção de jóias, mantendo apenas uma loja física, em Genebra, na Suíça, que atende somente com hora marcada.

A grife levou a exclusividade ao auge e inovou quando decidiu que não teria uma rede de lojas para apresentar e distribuir suas jóias. A Fabergé aposta na venda online, acreditando que a experiência de compra começa na internet, como uma vitrine. Os afortunados interessados em conhecer e adquirir suas preciosas peças tem à sua disposição uma equipe de consultores de vendas especializada disponível 24 horas por dia, com capacidade para atender em 12 idiomas. Os consultores podem comparecer pessoalmente em qualquer lugar do mundo para concluir a venda da peça onde o cliente estiver. “Isso nunca foi feito antes”, afirma Mark Dunhill, CEO da Fabergé.

Para conhecer a coleção, o cliente registra-se no site e escolhe uma data e horário em que deseja ser contatado. No contato telefônico, um consultor da grife disponibiliza uma senha de acesso à exclusiva coleção de suas raridades, bem como proporciona atendimento personalizado, podendo ainda agendar uma visita. O cliente pode optar também por atendimento em vídeo chat ou texto.

“A Fabergé está estabelecendo novos padrões para o mercado de alto luxo, desafiando as convenções que tradicionalmente impõem regras e rituais ao cliente, limitando-o a horários e locais onde as marcas estão estabelecidas. O site Faberge.com oferece ao cliente o máximo de conveniência e flexibilidade, com absoluta transparência durante todo o processo de compra. Em cada etapa, o cliente dirige o processo e conduz o relacionamento para adequá-lo ao seu próprio ritmo e estilo”, diz Mark Dunhill. “Os clientes de hoje estão procurando níveis diferentes de serviço e é isso o que oferecemos. O objetivo é criar um relacionamento com nossos consumidores”, diz ainda Dunhill.

No início da web, havia um consenso geral no segmento do luxo de que a internet e as boutiques físicas existiam mutuamente em duas linhas paralelas. Era impensável para muitos gerentes de loja imaginar que um dia iriam compartilhar parte de seus clientes com o ambiente online. Muitos não podiam sequer imaginar a possibilidade de uma marca de luxo ter a sua flasgship online como a Fabergé. A loja em Genebra foi inaugurada três meses após a abertura da loja virtual. Outro caso é o da britânica Couture Lab, site dedicado à venda de produtos de moda e acessórios de grifes como Nina Ricci e Bottega Veneta, que após o seu sucesso na web investiu em uma loja física em Londres.

O CEO da marca enfatiza que suas criações estão em sintonia com a herança do trabalho de Peter Carl Fabergé, o design inovador e exclusivo para cada peça, que confere às jóias o status de obras de arte. “Neste momento, qualidade e valor duradouro são mais importantes do que nunca. Quando a economia cai, o verdadeiro luxo retorna. As pessoas tendem a efetuar suas compras especiais de um modo mais exigente e discreto”, diz Dunhill.

Com esse modelo de negócios inédito no segmento de jóias de alto luxo, a grife criou um espaço para que seu consumidor possa não apenas pesquisar, mas conhecer e desejar seus produtos. Com essa estratégia, a marca consegue estar presente em qualquer lugar do mundo, transformar a compra de uma jóia em uma experiência única e reduzir seus custos operacionais – uma aposta na diferenciação que pode recuperar espaço em um mercado que se expande, apesar da crise, pelos meios eletrônicos.

Arte e Luxo, Mercado de Luxo

Hermès: o melhor do luxo customizado desde 1837

Por Ricardo Ojeda Marins

A grife Hermès revelou algumas peças feitas sob medida há alguns anos exclusivamente para Karen Blixen, autora de Out of Africa, há cerca de 80 anos. As luxuosas maletas de cor tabaco e pele de crocodilo, uma encomendada em 1930 e outra em 1935, contém todos os artigos imagináveis que um autor aristocrático poderia precisar durante uma árdua jornada pela África.

Os famosos artigos de luxo da marca francesa nos remetem a um luxo clássico e customizado. A grife observa que o mais complexo dos dois modelos foi confeccionado por artesãos e foram necessárias 368 horas, ambos apresentam incrustações e gravuras, com a maioria das peças adornadas com o monograma DBF, da autora, Dineson Blixen-Finecke, um combinação de seus nomes de solteira e casada. Seu nome completo era baronesa Karen von Blixen-Finecke.

As maletas apresentam inúmeros compartimentos e caixas de couro para bebidas, acessórios para fumo, instrumentos de escrita, papel timbrado, frascos de perfume, cosméticos, cartas de baralho, jóias, pequenas ferramentas, artigos de costura, pincéis e muito mais, com alguns itens de acabamento em prata e tartaruga. No entanto, de acordo com as observações da marca Hermès, ambos parecem não apresentar indício de uso e, provavelmente, nunca chegaram ao Quênia, onde Blixen estabeleceu uma plantação de café, e aí reside um mistério. Observando que em Dezembro de 1930, quando a primeira maleta foi encomendada, Blixen estava se preparando para deixar a África, a grife acredita ser improvável que ela as tenha comprado para si própria, porém os arquivos da aquisição não são claros. Teria sido um presente de seu amante, o impetuoso piloto do exército britânico, Denys Finch Hatton?!

Hoje as maletas pertencem ao Karen Blixen Museum, que fica em Rungstedlund, a cerca de 25 km de Copenhagen, Dinamarca. Fundada em 1837, inicialmente produtora de arreios para cavalos, malas e objetos de bagagens, a grife Hermès hoje é uma das mais desejadas mundialmente, além de ser famosa por produtos legendários como a bolsa Kelly, na época em homenagem à princesa Grace Kelly, sem nunca ter saído de moda. A marca é avaliada hoje em US$8,45 bilhões, ocupando o segundo lugar do ranking das marcas mais valiosas do segmento do luxo, segundo pesquisa realizada pela empresa Millward Brown. Desde 2009, a grife possui loja própria no Brasil, no luxuoso Shopping Cidade Jardim, em São Paulo.

Arte e Luxo, Luxo no Brasil

Lançamento do livro "De peito aberto" com exposição fotográfica

Por Ricardo Ojeda Marins

Depois de 4 anos rodando o Brasil, o Projeto DE PEITO ABERTO revela sua experiência de sucesso em livro e exposição fotográfica inéditos. Com fotos e depoimentos de pacientes, familiares, e médicos de todo o país, livro e exposição mostram como o “cuidar” humanizado pode mudar as perspectivas de um processo tão desafiador como o tratamento do câncer de mama.

No próximo dia 6 de abril, acontecerá o lançamento do Livro “De Peito Aberto – a autoestima da mulher com câncer de mama, uma experiência humanista”, na Livraria Cultura – Arte, do Conjunto Nacional, em São Paulo. A publicação é um projeto realizado pela jornalista Vera Golik e pelo fotógrafo Hugo Lenzi, com o selo da Editora Alaúde, patrocinado pelo Grupo Sanofi-Aventis com o apoio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

A concepção do projeto “De Peito Aberto” surgiu após a jornalista Vera Golik e o fotógrafo Hugo Lenzi vivenciarem casos de câncer em suas próprias famílias. Criar o projeto foi a forma encontrada pelos autores de transformar a experiência pessoal em algo ativo para sensibilizar e ajudar outras pessoas.

Desde que foi lançado, em 2006, o projeto “De Peito Aberto” é sucesso de público – atingiu mais de 500 mil pessoas no país –, quebrou paradigmas e mostrou a importância do diálogo e da humanização no tratamento no processo de recuperação. Agora, o conjunto da obra – imagens, depoimentos e diálogos – toma forma de um livro que tem tudo para emocionar e estimular outras mulheres a superar os desafios da luta contra o câncer.

Sob o olhar da lente de Hugo Lenzi, na inédita mostra fotográfica que agora acompanha o livro e conta a jornada do projeto, o visitante caminha por mais de 60 painéis que revelam a história de mulheres de todo o Brasil, entre 24 e 70 anos, de diversas origens, etnias e classes sociais. Lenzi procurou captar as emoções vividas por essas “guerreiras” em cada uma das etapas do câncer: do choque diante do diagnóstico ao medo da perda dos símbolos femininos – cabelo, mama, libido e fertilidade – até o sentimento de vitória com a superação da doença.  “Nosso desafio foi registrar o universo feminino sob uma perspectiva mais humana e sensível e mostrar um novo aspecto a ser trabalhado. Um alerta, um apelo, para que os profissionais de saúde de todo o país enxerguem na paciente não apenas a doença, mas o ser humano completo”, conta o fotógrafo Hugo Lenzi.

O projeto é complementado pela Palestra Interativa, a ser realizad em 10 de abril, reunindo vários participantes do projeto (pacientes, médicos e profissionais de saúde), que tem como objetivo o diálogo com o público no qual os participantes compartilham suas experiências mostrando como a vivência humanista pode ajudar a enfrentar a doença.

Programe-se e participe deste nobre projeto humanista:

06 de Abril – Lançamento do Livro “De Peito Aberto – A autoestima da mulher com câncer de mama, uma experiência humanista Local: Livraria Cultura – Loja Arte – Conjunto Nacional, das 18h30m às 21h30

06 a 22 de Abril – Lançamento da Exposição Fotográfica: “De Peito Aberto – A autoestima da mulher com câncer de mama, uma experiência humanista Local: saguão do Conjunto Nacional – De segunda a sexta, das 7h às 22 h / sábados, domingos e feriados, das 10h às 22h

10 de Abril – Palestra Interativa  que reunirá vários participantes do projeto (pacientes, médicos e profissionais de saúde)Local: Cine Bombril, em frente à Livraria Cultura, no Conjunto Nacional das 10h às 12h30min

Arte e Luxo, Hotéis de Luxo, Negócios do Luxo, Viagens e Turismo

Mansão de Gianni Versace é hoje hotel de luxo em Miami

Por Ricardo Ojeda Marins

Após ficar fechada por quase 13 anos, a mansão que pertenceu ao estilista italiano Gianni Versace, em Miami, é reaberta com o nome The Villa by Barton G., um hotel de luxo localizado na praia de South Beach. Construída em 1930 pelo arquiteto Alden Freeman, a Casa Casuarina, atual The Villa, do empresário Barton G. Weiss, é hoje um espaço que promete a seus hóspedes usufruir de experiências excepcionais em uma das cidades mais badaladas dos Estados Unidos, com um serviço inigualável e suítes elegantemente decoradas, preparadas para agradar aos mais exigentes viajantes.

Deleite-se sendo um hóspede de uma das 10 suítes elegantemente decoradas do Villa, com camas king size, banheiros espaçosos em mármore italiano, amplo closet. Você ainda poderá ter o privilégio de admirar o sol ou as estrelas de um dos salões superiores, jantar no restaurante do Villa, ou optar por café da manhã ou almoço à beira da piscina. Em apenas alguns passos do hotel, ainda poderá desfrutar de bons restaurantes, lojas e entretenimento.

As “amenities” do Villa incluem mordomos treinados na Inglaterra, lençóis de linho da grife Frette, produtos Thierry Mugler, Kindle para ler seu e-book preferido e é claro, internet wi-fi em toda a imensa propriedade.

Barton G. sabiamente achou que seria um bom negócio transformar a casa de Versace novamente em um ponto conhecido da cidade – mas fez questão de manter o gosto do estilista por dourados e tecidos suntuosos.

Além de poder ser um hóspede desse verdadeiro oásis, também pode realizar-se ali o seu evento pessoal ou corporativo, casamentos, recepções e proporcionar a você e a seus convidados uma festa admirada e inesquecível.

Conheça mais detalhes:  http://www.thevillabybartong.com/

Arte e Luxo, Luxo no Brasil

América de Andy Warhol: a Arte sem barreiras

Marilyn Monroe by Andy Warhol

Por Ricardo Ojeda Marins

A cidade de São Paulo foi presenteada com a mostra Andy Warhol, Mr. America, com início marcado para 20 de março de 2010. A cultura e os conflitos dos Estados Unidos dos anos 60 poderão ser revistos na Estação Pinacoteca, em 169 obras de um dos mais importantes e influentes nomes da Pop Art.

Ele quebrou a barreira entre a arte tradicional e comercial, convertendo bens de consumo em obras-primas – e vice-versa. Andy Warhol (1928-1987) – um dos grandes artistas do século passado – nome maior da pop art, o americano tem seu trabalho revisto na Estação Pinacoteca por meio de 26 pinturas, 58 gravuras, 39 fotografias, 44 filmes e duas instalações.

A mostra Andy Warhol, Mr. America apresenta retratos das divas Jacqueline Kennedy e Marilyn Monroe e auto-retratos de Warhol, mas comporta também um olhar menos pop e politicamente engajado. As sombrias pinturas da série Death and Disaster enfocam episódios de violência que marcaram os Estados Unidos dos anos 60. São registros de pessoas anônimas que se jogaram de edifícios ou morreram em acidentes de carro. Ou cenas com homens negros sendo atacados por cães policiais, numa época em que a luta pelos direitos civis pegava fogo na América.

Vale a pena também conhecer as realizações da “The Andy Warhol Foundation”, criada em 1987, cuja missão é o progresso das artes visuais, apoiando a criação, apresentação e documentação da arte visual contemporânea.

Pelo endereço abaixo você poderá saber os horários da mostra Andy Warhol na Estação Pinacoteca, de 20 de março a 23 de maio de 2010:

http://www.pinacoteca.org.br/?pagid=estacao_pinacoteca

Arte e Luxo, Casa e Decoração, Luxo no Brasil, Mercado de Luxo

Telas de Sami Akl são alvo de desejo no Brasil e no exterior

Sami Akl - Marilyn Monroe

Por Ricardo Ojeda Marins

Nascido no Brasil, o arquiteto e artista plástico Sami Hassan Akl é filho das culturas libanesa e brasileira. Primogênito de quatro irmãos, nasceu em São Paulo e cresceu no bairro do Brás, tradicional reduto de imigrantes. Brincou muito na loja de seu pai, onde os suportes de madeira dos tecidos eram transformados em armação de pipa, uma de suas paixões. Todas as pipas voaram e até hoje ainda voam internacionalmente.

Homem culto, viajado e que fala diversos idiomas, Sami é hoje um cidadão do mundo. Ser um pesquisador da evolução espiritual e da leveza do ser, autor de belos projetos, criador de obras artísticas inquietas e sua sensibilidade fazem dele um artista admirado e de primeira grandeza.

Especialista em portraits, Sami Akl, que já é um consagrado sucesso no Brasil, também se tornou artista procurado por ricos e famosos no Brasil, Estados Unidos, diversos países da Europa e outros. Inspirando-se em imagens de célebres personagens, ele transfere para as telas todo o seu talento e bom gosto, transmitindo seu estilo inconfundível.

A demanda pela arte que agrega valor e estilo a muitos espaços residenciais e empresariais cresce cada vez mais, tendo boa parte de seu consumidor contemporâneo o foco na busca de novas experiências e sensações físicas ou sensoriais.

Sami Akl

Conheça mais detalhes:

Site: http://www.samiakl.art.br/

E-mail: sami.akl@terra.com.br

Arte e Luxo

Issey Miyake: muito além da moda luxuosa

Se você é apaixonado por perfumes, não poderá perder esse evento luxuoso e único – o leilão que será promovido pela marca Issey Miyake nesta quarta-feira, 5 de novembro, na loja Clube Chocolate, em São Paulo. Será leiloada uma essência da primeira versão de L’Eau D’Issey em um frasco especial desenvolvido por Shiro Kuramata, designer japonês responsável pela decoração das lojas da grife em Nova York, Paris e Tóquio.Leia mais

Fechar