Category

Aviação

Aviação

Companhias oferecem luxo a bordo e esquecem do atendimento em terra

A primeira classe de um avião ainda é um mundo restrito a passageiros privilegiados. Um mundo para poucos e cobiçado por muitos. Ali, uma minoria encontra espaço, conforto, boa gastronomia, amenidades especiais e, é claro, boas noites de sono.

Cada vez é maior o desafio para as companhias aéreas em exceder as expectativas de seus clientes. Algumas se superam quando o assunto é a excelência do atendimento a bordo. O conforto oferecido a seus Leia mais

Aviação

Aeronave fretada: luxo, economia de tempo e outros privilégios

Conforto, privacidade e exclusividade. Esses são alguns dos principais fatores que impulsionam a busca por serviços de fretamento de aeronaves no Brasil. A economia de tempo e o tratamento personalizado também são atrativos para os consumidores de alto poder aquisitivo. Enquanto as companhias de aviação comercial estão reduzindo custos e oferecendo menos opções de serviços, as empresas de fretamento de jatos, aeronaves e helicópteros investem na excelência de serviços e na customização. Desde modelos que Leia mais

Aviação

Atenção, senhores passageiros da primeira classe!

Conforto, luxo, exclusividade, requinte. Quando pensamos em viagem de primeira classe esses são os ícones que nos vêm à mente. Nela encontramos privilégios tais como espaço amplo, excelente comida e noite de sono relaxante. Porém, há passageiros que vão além. Eles compram sua própria aeronave. Aceitam pagar de U$ 3 milhões a U$ 55 milhões, conforme o modelo, para conquistar privacidade e voar com privilégios incontestáveis. mas fazem esse investimento, também, pelo inegável fato de que as companhias Leia mais

Aviação, Luxo no Brasil, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Serviços de Luxo, Viagens e Turismo

Aviões particulares: uma necessidade para muitos consumidores

Por Ricardo Ojeda Marins (Artigo publicado no site Gestão do LuxoFAAP)

Cresce o número de compradores de aviões privativos para viagens de lazer ou negócios

Luxo, riqueza, conforto, privacidade, exclusividade. Sem dúvida esses são os principais conceitos que nos vêm à mente ao falar em aviões privativos. Hoje, porém, o cenário do segmento de aviação executiva mudou. Ainda objeto de desejo de muitos e uma realidade para poucos, essas poderosas máquinas vêm se tornando uma necessidade para empresas e para consumidores de alto poder aquisitivo.

No mundo corporativo atual, ter um avião próprio pode representar economia de tempo, agilidade, conforto e privacidade. Os benefícios da aviação executiva são vários: embarque e desembarque com mais rapidez, privacidade durante o voo, customização do serviço de bordo, escolha de uma equipe de confiança (piloto e tripulação), além de opções de itinerários que evitem conexões. Para empresas, o fator privacidade tem um valor ainda maior: um avião particular permite a executivos discutirem estratégias confidenciais de seus projetos durante o voo, com garantia de sigilo, enquanto em um voo comercial não é possível saber se há um concorrente em um assento próximo ao grupo.

O Brasil hoje possui a segunda maior frota de aviação geral do mundo depois dos EUA, segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG). Dentro desse segmento, está o mercado de aviação executiva, com um crescimento cada vez mais expressivo no mercado brasileiro. À frente de países como México, Argentina e Chile, o Brasil é o país que possui o maior mercado no segmento de aviação executiva na América Latina, com uma frota aproximada de 1.650 aeronaves, sendo 650 helicópteros, 350 jatos e 650 turboélices. A cidade de São Paulo, principal centro econômico do País, concentra 35% dessa frota.

O crescimento da economia brasileira, a valorização da moeda nacional e a internacionalização de empresas brasileiras são alguns dos principais fatores que impulsionam a expansão do segmento por aqui. O potencial do mercado brasileiro também pode ser notado pela Latin American Business Aviation Conference & Exhibition (LABACE), principal evento de aviação executiva da América Latina, que vem sendo realizado anualmente em São Paulo e é considerado o segundo maior evento do mundo em termos de público participante.

As empresas do setor

Criada em 1969, a Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica) é líder no segmento de aviação comercial e há alguns anos vem se destacando também nos segmentos de Aviação Executiva, Defesa e Governo. O lançamento do jato Legacy 600 há cerca de 10 anos marcou a sua entrada no segmento de aviação executiva. A experiência da empresa em projetar aviões para alta utilização acrescenta aos jatos executivos características únicas, proporcionando aos clientes tranquilidade e alta disponibilidade das aeronaves, com manutenção simplificada.

O modelo Legacy 650 é um dos mais novos jatos desenvolvidos pela companhia, com estrutura baseada no modelo Legacy 600, oferecendo alcance para até 14 passageiros. Empenhada em reduzir o impacto ao meio ambiente, ao criar o modelo Legacy 650, a empresa não mediu esforços: o produto possui dois motores Rolls-Royce AE 3007 A2 – uma versão refinada do conhecido motor AE 3007 –, eficientes quanto ao consumo de combustível e que produzem uma média de 29% menos CO2 do que aviões mais antigos e 22% a menos que os jatos da geração atual, apresentando um desempenho otimizado por sua configuração e software de controle digital do motor ainda mais aperfeiçoado.

Em seu interior, é possível acessar Internet Wi-fi, realizar e receber chamadas via VoIP e, alternativamente, realizar chamadas através do telefone via satélite Iridium. Há um espaço generoso para o preparo de alimentos frescos e todas as conveniências possíveis foram consideradas, como refrigerador, adega climatizada, micro-ondas, máquina de café e outros. A Embraer desempenha um papel estratégico no sistema de defesa brasileiro, tendo fornecido mais de 50% da frota da força aérea brasileira. Cerca de 20 forças aéreas no exterior também operam os produtos Embraer. Essa especialização da empresa em prestar tais serviços permite que sua credibilidade seja ainda maior perante o consumidor.

A concorrente Gulfstream, desde 1967 no segmento, atua na aviação executiva, serviços governamentais e militares, além de missões especiais como vigilância costeira, alerta aéreo e outros, com operação em mais de 30 países. Mantém um escritório do programa de missões especiais que conta com gerentes e engenheiros de projeto com experiência para atender aos desafios mais exigentes. Dentre seus diversos modelos, o Gulfstream G450 é um dos de maior destaque. O jato pode transportar até oito passageiros por até 4.350 milhas náuticas (8.056 km). Com seu alcance intercontinental, o G450 conecta com facilidade Dallas a Paris, por exemplo. Seu cockpit é considerado a cabine de pilotagem mais avançada da aviação executiva. O G450 apresenta uma cozinha de bordo completa na parte dianteira ou traseira, com disposição para armazenar louças e talheres, um sistema de esterilização de água e cafeteira dupla, além de banheiros nas partes dianteira e traseira. É possível escolher entre seis configurações internas ou escolher uma configuração sob medida para personalizar o avião.

A brasileira TAM Aviação Executiva também se destaca neste seleto segmento. Parte do grupo TAM, fundado em 1961, momento em que iniciou suas operações com três pequenos aviões Cessna, é hoje líder de mercado na aviação comercial no Brasil, e seu segmento de aviação executiva vem crescendo consideravelmente. Desde 1982, a TAM Aviação Executiva passou a representar uma das maiores fabricantes de aeronaves executivas do mundo: a Cessna Aircraft Company. Em 2004, passou a ser representante de mais uma empresa do grupo Textron, a Bell Helicopter. A companhia atua tanto na venda de helicópteros e aviões como também no serviço de fretamento de jatos privativos. O modelo Cessna Citation CJ4 é o maior, mais rápido e mais avançado CJ já construído. Totalmente integrado, é equipado com aviônicas Pro Line 21 de quatro telas e possui o cockpit mais ergonômico da categoria, com capacidade para até sete passageiros e dois pilotos, em um alcance máximo de até 3.380 km a 45.000 pés. Seu interior evoluiu bastante em relação ao CJ3: possui nova linha de confortáveis assentos, além de janelas com maior visibilidade.

O modelo possui ainda sistema elétrico de comando das persianas, luzes e multimídia. Esse sistema inclui monitores individuais que exibem o mapa do vôo, além de entretenimento avançado, com filmes em Blu-Ray. Já o modelo Citation X é o jato executivo com consumo de combustível mais eficiente da sua categoria, podendo cruzar cerca de 5.689 km antes da primeira parada para reabastecimento – ou seja, é possível viajar de São Paulo a Brasília em apenas 1 hora ou de São Paulo a Nova York com apenas uma escala. O Citation X acomoda até oito passageiros e dois pilotos.

Adquirir um jato privativo ainda é para poucos, já que o investimento é alto e existe um custo fixo de manutenção do equipamento. Porém, optar pela compra de uma aeronave particular pode não ser apenas uma questão de luxo, conforto ou exclusividade, mas sim de economia. Muitos negócios no mundo corporativo podem depender da rapidez da viagem. Dependendo da necessidade da empresa ou do consumidor, vale a pena a compra de uma aeronave ou então apenas o fretamento eventual.

Aviação, Luxo no Brasil, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Serviços de Luxo, Viagens e Turismo

Vôos customizados

Por Ricardo Ojeda Marins (Artigo publicado no site Gestão do Luxo da FAAP)

Cresce cada vez mais a busca por serviços de fretamento de aeronaves

Customização, privacidade e exclusividade. Talvez estes sejam alguns dos principais fatores que impulsionam o mercado de aviação executiva no Brasil. A economia de tempo e o tratamento personalizado proporcionados a passageiros de aviões privativos levam consumidores de alto poder aquisitivo a procurar esse serviço.

Enquanto as companhias de aviação comercial estão reduzindo custos e oferecendo menos opções de serviços, as empresas de fretamento de jatos, aeronaves e helicópteros investem na excelência de serviços e na customização. Desde modelos que comportam poucos passageiros a aeronaves de grande porte, essas empresas oferecem serviços que vão muito além da privacidade e exclusividade. Embarque e desembarque vip, facilidades nos aeroportos, economia de tempo por evitar filas comuns nas companhias aéreas são fatores importantes que levam consumidores de alto poder aquisitivo a utilizar esse serviço de alto luxo ao invés de vôos regulares.

A aviação executiva tem crescido a uma taxa anual de 7% no Brasil. Essa expansão pode ser explicada, em parte, pela busca dos consumidores de alta renda por conforto, privacidade, sofisticação e um serviço de bordo customizado. Outro fator fundamental é o aumento da renda do consumidor brasileiro da classe C, que possui um acesso cada vez mais facilitado às viagens aéreas. A demanda excessiva de passageiros na aviação comercial e a falta de investimentos em infra-estrutura justificam a crescente necessidade de evitar aborrecimentos como atrasos, cancelamentos, overbooking e filas nos aeroportos.

Além disso, executivos e empresários estão, cada vez mais, à procura de agilidade e flexibilidade para suas viagens de negócios, já que muitas cidades ainda não possuem vôos diretos com saída do Brasil. Evitar a perda de tempo com escalas ou conexões antes do destino final e customizar o trajeto de acordo com as próprias necessidades são as principais vantagens em optar pelo Private Jet. Quem viaja a trabalho leva em consideração o benefício de não ter que enfrentar a espera no check-in e a demora para retirada de bagagens.

Ainda que o serviço seja pra poucos, já que os preços são mais elevados, optar pela aviação executiva pode não ser apenas uma questão de luxo e conforto, mas sim de economia. Muitos negócios em grandes empresas podem depender da rapidez da viagem, e correr o risco de perder horas em aeroportos ou até mesmo por vôos cancelados pode acarretar prejuízos que façam valer a pena pagar pelo serviço de um jato privativo. Além disso, desperdiçar valiosas horas de trabalho ou diárias em hotéis pode representar um custo alto. Os custos de um vôo charter podem variar conforme o tamanho e a potência do motor do avião, tempo da viagem, distância e outros fatores, conforme a demanda do cliente.

O Brasil é hoje o segundo maior mercado de aviação executiva, atrás apenas dos Estados Unidos. De acordo com a Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG), a frota da aviação executiva brasileira possui cerca de 12.300 unidades no país e realizou mais de 830 mil vôos no ano passado. Atualmente há cerca de mil companhias dedicadas à aviação executiva no país, de acordo com a ABAG.

Interior de jato privativo da Líder Aviação: a companhia atua no fretamento e venda de aeronaves, helicópteros e outros serviços

Fundada em 1958, a renomada Líder Aviação é a maior empresa de aviação executiva da América Latina. Hoje está presente em mais de 20 aeroportos em todo Brasil, e conta com uma frota composta por mais de 80 aeronaves. Além do fretamento e gerenciamento de aeronaves, possui outras unidades de negócio, como venda e manutenção de aeronaves, operações de helicópteros, atendimento aeroportuário e outros. É hoje representante exclusiva da Hawker Beechcraft Corporation no Brasil, líder mundial em fabricação, design, vendas e suporte de produtos e serviços para aviação executiva. No fretamento de aviões, cada detalhe é minuciosamente cuidado por equipes altamente capacitadas. A partir da solicitação do cliente, são definidos e informados o melhor percurso, a aeronave mais adequada, tempo de vôo, serviço de bordo, infra-estrutura aeroportuária, oferecendo todo suporte para a execução de um vôo bem sucedido.

A britânica Chapman Freeborn também destaca-se por sua expertise em fretamento de aeronaves, com mais de 30 escritórios distribuídos em 5 continentes. Possui aeronaves executivas em nível nacional e global, com opções de aeronaves para passageiros particulares, grupos, empresas e também transporte de carga. A empresa oferece aviões fretados sob medida para conferências e grupos de incentivo, eventos especiais, lançamentos de produtos, equipes governamentais, configuração VIP de acordo com a necessidade do cliente, serviços de recepção em aeroportos, além de disponibilizar um gerente a bordo quando solicitado. Um de seus diferenciais é manter o responsável pela solicitação informado em tempo real sobre os detalhes de cada etapa do vôo, desde o encontro com os passageiros até o desembarque. Por não ser o operador, a Chapman Freeborn não fica restrita a determinadas aeronaves. Ela busca selecionar operadores e aeronaves de acordo com a necessidade de seus clientes, oferecendo as opções mais seguras e confortáveis para a satisfação dos passageiros.

Serviço de bordo customizado pela Chapman Freeborn: um dos benefícios e atrativos do fretamento de aeronaves privativas

A companhia aérea TAM, uma das principais companhias do mercado na aviação comercial brasileira, também está presente no segmento de aviação executiva. O fretamento na verdade faz parte do DNA da empresa, que nasceu com a prestação de serviços de táxi aéreo. Hoje sua unidade especializada em fretamentos dispõe de diversas aeronaves, desde a linha Citations até turboélices Caravan, com alcance de até 5800 quilômetros e autonomia de até 7 horas. A empresa também atua na venda de aviões e helicópteros, oferecendo a seus clientes produtos tailor made – estuda-se com detalhes as necessidades de cada cliente para proporcionar-lhe a aeronave mais apropriada ao seu perfil de utilização. Clientes TAM Aviação Executiva podem ainda desfrutar das Salas Vips equipadas com telefone, fax, internet, televisores, mesas para reunião e serviços exclusivos de copa e bar.

Exterior de aeronave da TAM Aviação Executiva: a companhia realiza fretamentos e venda de jatos, helicópteros e aeronaves

Interior de modelo de jato privativo TAM Aviação Executiva: capacidade para até 8 passageiros, ideal para uma viagem de família ou negócios

Clientes contam ainda com recepção VIP em aeroportos ou destinos específicos

Aviação, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Serviços de Luxo

Mercedes-Benz expande sua atuação para a aviação executiva

Por Ricardo Ojeda Marins (Artigo publicado no site Gestão do Luxo da FAAP)

O helicóptero modelo EC145, da Eurocopter, ganha versão de luxo

A Eurocopter, líder mundial na fabricação e exportação de helicópteros, desenvolveu em parceria com a Mercedes-Benz uma edição especial de seu modelo EC145, helicóptero de turbina bi-motor, agora com interior luxuoso. Conhecida e renomada por seu prestígio no mercado automotivo, a marca alemã terá seu primeiro produto na aviação executiva. As empresas parceiras revelaram o modelo de luxo no início de maio desse ano, na Convenção Européia de Negócios da Aviação, em Genebra. A parceria anunciada para o desenvolvimento desse produto mostra a estratégica soma de expertises de duas marcas já consagradas em seus segmentos.

O EC145 Mercedes-Benz Style é destinado a viagens particulares e de negócios, equipado com assentos confortáveis, feitos de materiais luxuosos e com opção de diferentes tons, além de madeiras seletamente escolhidas para o piso e painéis de madeira para o teto. O interior da edição especial do modelo EC145 de luxo tem todo o estilo e luxo que já são característicos de um carro Mercedes-Benz. O projeto foi desenvolvido por profissionais do Mercedes-Benz Advanced Design Studio, na Itália, e tem todas as características de design, funcionalidade e alto valor agregado e paixão, ícones da marca. O primogênito da marca alemã na aviação foi inspirado na série de carros R-Class, da Mercedes.

Todos os assentos são montados em trilhos e podem ser rápida e facilmente alternados para diferentes posições, ou removidos para dar espaço às bagagens.Três caixas multi-funções com características tais como uma caixa refrigerada, suporte de copo, mesa, monitor e leitor de DVD foram incorporados, juntamente com o espaço extra com gavetas.

“A Eurocopter já se consolidou como principal fornecedora de helicópteros para empresas e operadores VIPs, baseada em um compromisso com a criatividade, eficiência e desempenho com a linha mundial de produtos mais modernos de asa rotativa. O EC145 Mercedes-Benz Style é a nossa terceira maior iniciativa criativa deste tipo de produto em sete anos, garantindo que a Eurocopter continuará como a fabricante de helicópteros mais escolhida por clientes corporativos e de alto poder aquisitivo”, disse Olivier Lambert – Vice-Presidente de Vendas da Eurocopter.

De acordo com Gorden Wagener, CDO (Chief Design Officer) da Mercedes-Benz, Eurocopter e Mercedes-Benz formam uma combinação perfeita. Ambos são conhecidos pela inovação e por produtos que criam tendências. “Estamos muito felizes por somar expertises com a Eurocopter no privilégio de fornecer o primeiro produto da nossa nova divisão ‘Mercedes-Benz Style’, cujo portfólio poderá vir a ser enriquecido através de parcerias com outras empresas fabricantes de produtos de transporte, como iates e aeronaves”, diz ainda Wagener.

Fundada em 1992, a Eurocopter é uma divisão da EADS, líder mundial em serviços aeroespaciais, de defesa e serviços afins. O Grupo Eurocopter emprega aproximadamente 15.600 pessoas e, em 2009, confirmou sua posição como fabricante mundial “número 1” de helicópteros, com um volume de negócios de 4,6 bilhões de euros, encomendas de 344 novos mercados, além de mais de 10.500 helicópteros em serviço. A Eurocopter oferece a maior gama de helicópteros civis e militares no mundo. Seu modelo EC145 Mercedes-Benz Style estará disponível a partir do final de 2011, e seu preço ainda não foi divulgado.

Aviação, Luxo no Brasil, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Serviços de Luxo

BMW e Embraer: parceria perfeita na customização de jatos privados

Por Ricardo Ojeda Marins

Com uma série de vôos de demonstração no sul da França, a Embraer – fabricante brasileira de aeronaves – apresentou a nova geração de seus jatos executivos na Europa. Uma parceria seletivamente bem escolhida. As cabines de passageiros bem como a do piloto foram criadas no Studio da BMW DesignworksUSA, subsidiária do grupo alemão e especialista na criação de interiores, com base em Munique, com o objetivo de criar um novo padrão interno para os jatos executivos Phenon 100 e Phenon 300.

O jato executivo decorado pela BMW possui detalhes na cabine que lembram o interior do sedã de luxo Série 5. Há superfícies cromadas e revestidas em couro, material que foi utilizado nos assentos dos passageiros. A preparação da marca alemã inclui ainda aparelho de DVD com telas sensíveis ao toque pela cabine, sistema de som de alto padrão e iluminação ambiente por meio de leds.

Os clientes da Embraer que optarem pelo pacote da BMW para seu jato privado ainda tem a opção de escolher entre 7 cores para o interior da cabine, assim como diferentes colorações para os assentos e piso, que pode ser de madeira.

A estratégica parceria da alemã BMW com a Embraer para essa customização foi integrar os seus conhecimentos sobre as exigências feitas pelos clientes de alto poder aquisitivo adquirida na indústria automobilística para o interior dos novos jatos executivos da Embraer. As cabines buscam refletir o melhor em termos de funcionalidade, a qualidade do design mais seleto e facilitar a eficiência e utilização do espaço na cabine de passageiros e espaço para bagagens.  O luxuoso projeto também mostra um cuidado especial em proporcionar o melhor conforto ao piloto, cumprir os requisitos de um passageiro de negócios modernos e exigentes, combinando a estética com qualidade de luxo e design superior. A cabine (cockpit) do Phenom oferece aos pilotos o espaço mais genroso do Mercado, proporcionando-lhe conforto e liberdade. Atualmente, a fabricante nacional de aviões tem 100 modelos Phenon em fase de produção e mais de 600 pedidos em espera. Orgulho para a aviação executiva no Brasil e para todo o Mercado do Luxo no Brasil e no exterior.

Conheça mais detalhes:

http://www.embraerexecutivejets.com.br/portugues/content/aircraft/phenom100_three_view.asp

http://www.embraerexecutivejets.com.br/portugues/content/aircraft/phenom300_home.asp

Aviação, Mercado de Luxo, Serviços de Luxo, Viagens e Turismo

British Airways cria nova cabine luxuosa para primeira-classe

Por Ricardo Ojeda Marins

Buscando proporcionar novas experiências de viagem a seus passageiros, a companhia aérea British Airways lança sua nova cabine primeira-classe. Luxuosa e moderna, inclui um guarda-roupa pessoal, uma cama com mais da metade de largura se comparada à anterior, uma mesa revestida em couro para trabalhar e que se converte em mesa de jantar, além de persianas eletrônicas pessoais. Esse mais novo luxuoso serviço já foi lançado inicialmente em aeronaves B777 que realiza vôos de Londres (Heathrow) para Chicago.

E quando você estiver pronto para dormir, ainda poderá optar por vestir pijamas de algodão e solicitar o serviço no qual o assento pode tornar-se uma cama totalmente plana, com edredom de algodão egípcio 400 fios e almofadas. A cabine também vem com “amenities”, incluindo gel de olhos, batom e hidratante da marca britânica DR Harris, uma das mais tradicionais e que utiliza apenas ingredientes naturais.

Foram investidas cerca de 100 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 320 milhões) pela British Airways neste luxuoso serviço, proporcionando ao consumidor do luxo contemporâneo o luxo e a sofisticação da tradicional first class, com design moderno, um ambiente luxuoso e acolhedor, criando à bordo uma experiência única e especial,  redefinindo a viagem de luxo e deixando-a longe de ser entediante.

A British Airways pretende estender esse luxo contemporâneo em suas outras 70 aeronaves, em um período de até 24 meses.

Conheça mais detalhes:

http://www.britishairways.com/travel/home/public/en_gb

Fechar