Category

Varejo de Luxo

Mercado de Luxo, Moda e Acessórios, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Salvatore Ferragamo reabre sua loja no Pacific Place, em Hong Kong

Por Ricardo Ojeda Marins

A grife Salvatore Ferragamo, uma das mais desejas pelo consumidor do luxo e famosa por seus cobiçados sapatos, comemorou há alguns dias a reabertura de sua boutique no Pacific Place, em Hong Kong, após um extenso período de obras para renovação de sua loja. A nova loja está situada próxima aos elevadores que ligam os escritórios e hotéis, no terceiro piso. O shopping reúne também outras marcas de luxo como Jean Paul Gaultier, Louis Vuitton, Tiffany & Co., Prada, Chanel, Diane von Furstenberg e outras.

Bolsas e sapatos Ferragamo, cobiçadíssimos pelo consumidor AAA

Com nada menos que 3.800 metros quadrados, a nova loja é a maior da grife italiana em Hong Kong, e não poupou recursos em sua arquitetura e decoração, com toda a sofisticação que já esperávamos de Ferragamo. A parte externa apresenta uma fachada de vidro impecável e em suas vitrines pode-se admirar algumas das diversas criações da marca.

Para comemorar a reabertura da boutique, uma edição limitada da bolsa-saco Vara foi lançada exclusivamente em Hong Kong. Disponível nas cores vermelho ou preto, foram produzidas apenas 30 peças em cada cor. A reinauguração contou ainda com a presença de James Ferragamo, diretor da linha de produtos femininos da grife.

Eletrônicos, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Apple inaugura em Londres sua maior loja

Por Ricardo Ojeda Marins

A mais recente loja da Apple abriu suas portas ao público neste último sábado, em Londres. Esta é a 300ª e a maior loja da marca no mundo. Uma multidão de apaixonados pela marca de Steve Jobs se reuniu em frente ao local, em Covent Garden, e esperou na fila durante horas, amparada da garoa que caía por guarda-chuvas cedidos pela própria loja. Tudo isso pela oportunidade de estar entre os primeiros a visitar o novo templo do consumo na capital inglesa. O primeiro cliente antecipou-se, chegando 24 horas antes da abertura. A apenas alguns passos dali, encontram-se marcas de prestígio como Paul Smith, Diesel, Pepe Jeans London e outras.

Com um staff de 300 colaboradores, a loja ocupa um clássico edifício construído em 1870, restaurado e renovado, mantendo a maior parte da arquitetura e design originais. O alto padrão de seu interior é notado por suas escadarias de vidro, móveis em carvalho e aço escovado. Arcos e cúpula de vidro completam o luxuoso visual da loja. O estabelecimento tem espaços exclusivos para Macs, iPhones, iPads e iPods em seus 3 andares. Escritórios corporativos da Apple ocupam a parte superior do edifício. O edifício situa-se em uma das praças mais movimentadas de Londres, com um mix de moradores e turistas.  É a quarta loja da Apple na cidade, e fica próxima de sua unidade da Regent Street, região que concentra grifes como Issey Miyake, Molton Brown, Jaeger e outras. O mercado premium britânico mostra sua relevância para a empresa. Segundo o vice-presidente de vendas da empresa, Ron Johnson, a loja da Apple na Regent Street, aberta em 2004, é a mais popular e bem-sucedida do mundo.

O primeiro andar é destinado a serviços como o Genius Bar, que oferece suporte técnico gratuito, e o One to One (treinamento personalizado sobre o funcionamento dos aparelhos e conta com ajuda até para baixar arquivos). A parte central destina-se a workshops e seminários. Agora pequenas empresas também poderão participar de workshops para receber orientação sobre as melhores soluções para seus negócios. Os clientes podem ainda instalar e testar seus aparelhos recém-adquiridos, saindo da loja já com tudo funcionando.

O novo endereço londrino da Apple segue a sua estratégia de varejo, buscando proporcionar a seu consumidor experiências com a marca, sempre em um ponto de venda elegante, espaçoso, com suas tão cobiçadas criações eletrônicas e um staff preparado para informar sobre os produtos e sua usabilidade. De acordo com Johnson, o projeto da Apple em Covent Garden era realmente criar um amplo espaço de varejo para expressar a marca.

A famosa marca da maçã, que já está presente em diversos países do mundo e algumas delas icônicas como a da Fifth Avenue em Nova York e do Louvre em Paris, promete ainda abrir novas lojas em Chicago, Paris e Shanghai, segundo o jornal britânico The Guardian.

Assista ao vídeo da inauguração:

Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Drogaria Iguatemi é reinaugurada com conceito de boutique de bem-estar

Por Ricardo Ojeda Marins

Com nada menos que 40 anos de existência, a Drogaria Iguatemi inova mais uma vez com um conceito de boutique de bem-estar em sua loja do Shopping Iguatemi São Paulo, um dos endereços mais elegantes e sofisticados da cidade. A loja, reinaugurada na semana passada, passou por uma completa reestruturação, cujo objetivo foi transformar o local em um espaço único voltado à beleza, à saúde e ao bem-estar de seus clientes, seguindo o objetivo da empresa desde a sua criação: proporcionar um novo conceito de farmácia tornando possível, a venda de medicamentos, cosméticos e perfumaria num ambiente aconchegante e de maneira diferenciada.

A agência européia Bloom Consulting, com sede em Madrid e especialista em estratégias de fortalecimento de marca, foi responsável pela nova identidade visual da Drogaria Iguatemi. A idéia do projeto foi concebida para agregar à comunicação conceitos como luxo, versatilidade, dinamismo, beleza e bem-estar, valores já incorporados à imagem da empresa. O novo logo mantém as iniciais da rede, mas com um design moderno e sofisticado.

A preocupação da empresa vai muito além de um espaço físico luxuoso. Há o compromisso de garantir um atendimento personalizado, através de uma equipe de profissionais composta por farmacêuticos, consultoras e maquiadores treinados para prestar um ótimo atendimento. “Somos responsáveis por constantemente identificar, validar e promover as melhores tendências e soluções relacionadas a bem-estar. Nossas consultoras de vendas entendem as necessidades do nosso cliente e sempre estão prontas para apresentar as novidades, de acordo com recomendações dermatológicas e de especialistas das marcas”, diz Leonardo Diniz Jorge, diretor da empresa. São mais de 2 mil lançamentos ao ano que vão de produtos do cotidiano aos mais raros e sofisticados.

Após a grande reforma que envolveu um investimento aproximado de R$ 1 milhão, o espaço conta com piso de mármore e fibra de vidro, um lustre com 4.500 cristais importados da Áustria, além de mobília confeccionada para facilitar ainda mais a localização e a acessibilidade dos produtos.

A nova loja chega com um aumento criterioso em seu mix de produtos com 20 novas marcas, como L’Occitane, esmaltes Orly, linha capilar J.F. Lazartigue e a grife de maquiagem inglesa Eyeko.

Além da loja-conceito, a Drogaria Iguatemi também está presente nos shoppings Market Place e Iguatemi Campinas, e negocia para 2011 a abertura de mais três lojas. Uma delas será localizada no Shopping Iguatemi Alphaville, estando as outras ainda em planejamento. Para este ano, a rede espera crescer 25% em vendas.

E-commerce de Luxo, Mercado de Luxo, Moda e Acessórios, Varejo de Luxo

Burberry lança nova campanha publicitária interativa

A nova campanha digital da Burberry

Por Ricardo Ojeda Marins

A grife britânica Burberry está mais do que presente no mundo digital e agora, inspirando-se em seu desfile que foi transmitido em 3D no mês de fevereiro deste ano, a marca lançou sua campanha publicitária digital, permitindo aos visitantes do site interagir com os modelos e com os produtos da nova coleção. Basta movimentar o mouse sobre os personagens e objetos que eles se movem na tela. As imagens giram em até 180 graus, permitindo conhecer cada ângulo das peças.

Bolsa com o famoso xadrez da marca, disponível online por £ 895 (R$ 2.506)

“Desejo que quem veja nossa campanha não enxergue apenas imagens, mas sinta-se parte do que nós criamos”, disse Christopher Bailey, diretor criativo da marca, ao site de tendências WWD. Ele vê a campanha digital como uma extensão do tão comentado desfile da coleção outono-inverno.

O fotógrafo escolhido para a campanha foi Mario Testino, e as fotos realizadas na Pinewood Studios, em Londres e contou com um casting formado pelo ator Douglas Booth, as modelos Nina Porter e Rosie Huntington-Whiteley, além de músicos como Gwilym Gold, Samuel Fry e outros. A campanha foi lançada em 25 de junho, no site da Burberry e em sua página nas redes sociais Facebook, Twitter e Youtube. De acordo com o WWD, cerca de 40% da verba de publicidade da Burberry é gasta atualmente no meio digital.

Deixando sua fama conservadora bem longe, a Burberry, fundada em 1856, oferece hoje moda masculina e feminina de luxo e bom gosto, além de proporcionar uma experiência  inovadora online, trazendo em cada estação uma novidade tecnológica para seus consumidores e admiradores, além é claro, de suas excelentes criações.

Bolsa da nova coleção da grife, vendida por £ 775 (R$ 2.170)

Mercado de Luxo, Moda e Acessórios, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Louis Vuitton surpreende com sua nova flagship em Londres

Fachada da loja que fica na New Bond Street

Por Ricardo Ojeda Marins

Quando a grife francesa Louis Vuitton abre uma nova loja, ela tem um jeito particular de chamar a atenção das pessoas. Com a nova flagship da marca, em Londres, não seria diferente. Uma verdadeira maison em plena prestigiosa New Bond Street, ícone do varejo de luxo da capital britânica. São três andares e 1.500 metros quadrados com acessórios de alto luxo, joias e roupas da renomada marca. Estima-se que £ 30 milhões (cerca de R$ 84 milhões) teria sido o valor investido no empreendimento. Yves Carcelle, CEO da marca, não confirma, porém garantiu que valeu a pena. Ainda segundo ele, a grife investe anualmente cerca de £ 215 milhões com suas lojas. O projeto da loja é do arquiteto Peter Marino, famoso por seus trabalhos em Nova York e em diversos países. Em seu interior há obras de arte originais de Gilbert & George, Jeff Koons e Michael Landy. Há uma escadaria de vidro que atravessa todo o edifício, com displays de LED no chão, que mudam constantemente.

As desejadas bolsas e malas da grife francesa

O primeiro andar é dedicado à moda feminina e calçados, e também abriga uma biblioteca com o que há de melhor em livros de arte contemporânea britânica, bem como obras raras de artistas como Anish Kapoor e Gary Hume. No piso inferior fica a área destinada ao público masculino. No piso térreo podem ser encontrados acessórios e obras originais de nomes como Richard Prince e Takashi Murakami. Já no segundo andar fica a sala reservada a um número restrito de clientes, acessível apenas por convite. Para marcar a abertura, Katie Grand comandou uma “mini-retrospectiva” das criações de Marc Jacobs durante os 12 anos de sua colaboração à marca. Carcelle e Bernard Arnault, CEO do grupo LVMH, conglomerado de grifes de luxo que detém a marca Louis Vuitton, ofereceram um jantar de gala repleto de fotógrafos e representantes da alta sociedade para celebrar.

Pode parecer controverso, estando o mundo ainda se recuperando dos efeitos da crise, além de a zona do euro enfrentar um colapso potencial, ter a Louis Vuitton gasto uma verdadeira fortuna na abertura de uma loja que vai vender suas famosas bolsas por muitos milhares de libras. Conforme disse Carcelle, apesar dos problemas econômicos do mundo, a demanda por nossos produtos está crescendo. “No ano passado, nós apreciamos o crescimento mundial de dois dígitos.” Então, diz ele, as pessoas estão mais cautelosas no sentido de que produto comprar, escolhendo por exemplo, dois itens ao invés de três, mas selecionados com cuidado e atenção. “Portanto, há uma busca em torno da qualidade, durabilidade e apelo atemporal de nossos produtos”, diz ainda Carcelle. Harold Tillman, presidente do British Fashion Council, concorda. “Há um ano, com a crise mundial, as pessoas diziam que o mercado de bens de luxo estava em seu fim, mas aqui estamos nós”, diz Tillman.

Apesar das aparências de “sem crise”, é realmente um momento extremamente sensível para a Louis Vuitton, diz Carcelle: o foco está em fazer o máximo com sua já marcante presença no varejo de luxo, tornando-a mais produtiva e eficaz no fortalecimento da marca. Mas a ênfase é, para o momento, investir na produtividade das lojas existentes ao invés de expansão, o que analistas estão chamando de otimização do varejo.

Detalhes da luxuosa escadaria de vidro

Mercado de Luxo, Moda e Acessórios, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Victoria’s Secret abrirá loja em Londres e planeja abertura no Brasil

Por Ricardo Ojeda Marins

Objeto de desejo de mulheres do mundo todo, as lingeries da grife Victoria´s Secret e seus produtos de beleza ganharão espaço próprio na capital britânica. A marca começa agora a expandir seus domínios por outros países, além dos Estados Unidos e Canadá. Sua primeira loja será em Londres, e o Brasil também está em seus planos.

Segundo a edição inglesa da revista Vogue, o espaço escolhido para a grife fica num dos melhores locais de varejo de luxo em Londres: a esquina da New Bond Street com a Brook Street, espaço de nada menos que 16.500 metros quadrados e a alguns passos de outras grifes prestigiosas como Miu Miu, Jo Malone e Ralph Lauren, e ocupará o local da atual loja Pringle of Scotland, que está reformulando sua estratégia de varejo e o formato de seus pontos de venda. A Pringle encerra suas atividades até o mês de Julho desse ano e a Victoria´s Secret deve ser inaugurada somente em 2012.

Já presente no Brasil com corners nas lojas do Duty Free do Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos), a marca também planeja chegar por aqui com loja própria, que deverá ser em algum dos shoppings focados no segmento premium e luxo. Os shoppings Iguatemi, Cidade Jardim e JK Iguatemi certamente estão no alvo do grupo Limited Brands, proprietário de marcas como Victoria’s Secret, La Senza e outras.

Luxo no Brasil, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Daslu deixará sede e será âncora no JK Iguatemi

Por Ricardo Ojeda Marins

A Villa Daslu, ícone do mercado de luxo do Brasil, deixará a área de 4.800 m2 que ocupa no bairro da Vila Olímpia, em São Paulo, para se tornar a principal loja do novo shopping JK Iguatemi – empreendimento vizinho, que pertence ao Grupo Jereissati, que deverá ser inaugurado até final de 2010.

A empresária Eliana Tranchesi informou ao jornal Folha de São Paulo ter sido convidada por Carlos Jereissati Filho, presidente do grupo Iguatemi, para ancorar a principal loja do novo shopping de luxo, com uma área de 3.000 m2.

Localizado na esquina com a avenida Juscelino Kubitschek com a Marginal Pinheiros, o JK Iguatemi terá torres com escritórios e hotel, além de lojas de marcas internacionais e brasileiras. O Iguatemi e a WTorre, que é dona do prédio de mais de 7.000 m2 onde a Daslu funciona desde 2005, são sócios no novo projeto.

A administração era feita pela empresa BR Malls. Desde então, a Daslu vem concentrando a venda de produtos de suas marcas, como Daslu, Daslu Homem, Daslu Casa e outras, no térreo e no segundo andar do luxuoso prédio. O grupo Iguatemi assumiu a administração do complexo Villa Daslu (que inclui o espaço ocupado pela marca e por grifes internacionais e lojas nacionais) há cerca de dois meses.

Os demais andares do prédio, que pertence à WTorre, estão sendo desocupados aos poucos. Segundo a Folha de São Paulo, há rumores de que escritórios de alto padrão funcionarão no imóvel que marcou o varejo de luxo brasileiro e já abrigou marcas de prestígio como Dior, Prada e Chanel.

Eletrônicos, Mercado de Luxo, Moda e Acessórios, Varejo de Luxo

Louis Vuitton lança capa para iPad

Por Ricardo Ojeda Marins

O iPad, um dos produtos eletrônicos mais desejados do momento, ganhou uma capa protetora com uma assinatura mais do que prestigiosa: a da grife Louis Vuitton. A marca francesa anunciou para 2011 o lançamento de um porta-iPad em duas versões: uma com o seu tradicional monograma, e outra na versão Damier Graphite.

A marca Louis Vuitton, sempre em busca da inovação aliada à exclusividade, foi sagaz na criação do acessório de luxo, já que a Apple, em apenas um dia, vendeu mais de 300mil unidades do iPad. Usuários do iPad agora poderão tê-lo protegido com estilo. E não é de hoje que a tradicional grife cria acessórios para eletrônicos. Os portadores do iPhone 3G também foram presenteados com uma capa protetora após o seu lançamento em diversos países.

Sempre que um produto da Apple chega ao mercado, centenas de periféricos são criados, sempre prometendo ainda mais inovações ao consumidor. Mas para o consumidor do luxo, esse é um mimo mais do que especial e que já está na lista de desejos de muitos. A má notícia é que essa criação da grife francesa só estará disponível a partir de 2011. O preço estimado é em torno de US$350.

Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Harrods é vendida em Londres

Por Ricardo Ojeda Marins

A luxuosa loja de departamentos Harrods, em Londres, foi vendida por cerca de £ 1,5 bilhão (aproximadamente R$ 4 bilhões), segundo confirmou a BBC de Londres.

A venda para o Qatar Holding Group, da família real do Qatar, foi confirmada por Ken Costa, conselheiro no acordo e presidente da Lazard International, no último sábado.

O empresário egípcio Mohammed Al Fayed, proprietário da Harrods desde 1985, concordou em vender a luxuosa loja para a empresa Qatar Holdings. O acordo foi assinado por Fayed e Ahmad Al-Sayed, CEO da Qatar Holding, , na embaixada do Qatar em Mayfair, levando ao fim meses de especulação na cidade sobre o futuro do templo do consumo de luxo. Al Fayed comprou a Harrods há 25 anos, por £ 615 milhões.

O Qatar Holding Group está interessado em desenvolver o potencial da Harrods como uma prestigiosa marca de luxo global e expandir as vendas em todo o mundo pela internet, sempre mantendo as tradições do legendário empreendimento britânico. Al Fayed deverá continuar a ter uma participação na loja, mas não estará envolvido no dia-a-dia do negócio.A venda incluirá todas as partes do grupo Harrods, incluindo propriedades e uma companhia de vôos charter.

Além da loja de departamentos, Al Fayed também é dono do time de futebol Fulham FC e sua fortuna foi recentemente estimada em £ 650 milhões.

Source: BBC London http://news.bbc.co.uk/2/hi/business/8669657.stm

Luxo no Brasil, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Shopping Cidade Jardim inaugura sua expansão com mix de marcas premium

Por Ricardo Ojeda Marins

Desde sua inauguração em 2008, o Shopping Cidade Jardim se tornou um ícone para o Mercado do Luxo brasileiro. Grifes prestigiosas internacionais, como Hermès, Chanel e Longchamp escolheram o shopping para abrir as portas de suas primeiras unidades no Brasil. Outras grifes como Tiffany&Co, Louis Vuitton e Giorgio Armani, já presentes no país, também foram algumas das que acreditaram no primeiro piso do local como investimento. Mas a nova ala do shopping, inaugurada há alguns dias, pode mudar um pouco esse perfil.

Seguindo a linha casual chique de todo o empreendimento, cujo projeto leva a assinatura de Arthur Casas, o segundo andar concentra grifes mais acessíveis e que já estão em outros shoppings da cidade, como L’Occitane, Arezzo, Richards, M. Officer, Vivara e outras. Um spa no quinto andar completa a mudança.

“O objetivo da expansão é entregar aos freqüentadores uma opção de compras completa, em um lugar charmoso e único em São Paulo, onde os clientes podem realizar seus desejos e também os afazeres do dia a dia. Podemos resumir tudo isto dizendo que em um só lugar você encontra da colônia Johnson & Johnson ao Chanel número 5”, diz Maria Luisa Pucci, superintendente do shopping. A expansão, que custou R$ 25 milhões, ocupa todo o segundo andar, deixando-o agora com uma área de 36 mil metros quadrados. O shopping recebe também a primeira e tão esperada loja da grife Carolina Herrera no Brasil.

A inauguração dessa expansão ocorreu na semana passada e foi comemorada com a terceira edição do Fashion Day, desfile de diversas marcas, que apresentaram suas coleções outono/inverno. As alamedas do shopping se transformaram em passarela para tops como Ana Cláudia Michels e Fernanda Lima.

O Shopping Cidade Jardim apostou em um conceito do luxo contemporâneo, sustentado no objetivo de proporcionar experiências a seus freqüentadores, através de um mix de lojas escolhidas com minuciosidade, além da inovação em oferecer áreas abertas, como o último andar, onde se pode desfrutar de momentos de descanso ao ar livre com a família ou também escolher dentre as opções de gastronomia, como o Pobre Juan, Due Cuocchi Cuccina e ainda salas Cinemark Premier. Anexo ao shopping, há condomínios residenciais e comerciais de alto luxo, proporcionando comodidade, segurança e conforto, todos em um lugar único e em área nobre da cidade. Estrategicamente, o shopping não oferece praça de alimentação, um dos espaços comumente adorado por crianças. Porém, o empreendimento de luxo busca, de outra maneira, proporcionar também aos pequenos momentos de experiências que fiquem em sua memória. A abertura da primeira loja-conceito no Brasil dos tijolinhos de montar Lego. Do lado de fora, um boneco em tamanho natural reproduz um homem sentado. Há um concurso para descobrir quantas peças foram usadas. O mobiliário é feito com as pecinhas e há brinquedos para teste.

Conheça mais detalhes: http://www.shoppingcidadejardimjhsf.com.br/

Luxo no Brasil, Mercado de Luxo, Negócios do Luxo, Varejo de Luxo

Chanel elege Shopping Leblon para sua primeira loja de perfumes na América do Sul

Por Ricardo Ojeda Marins

Para as apaixonadas pela legendária grife Chanel, uma notícia tentadora para o consumo. Uma loja exclusiva de perfumes Chanel no Brasil. Inaugurada há cerca de um mês, tendo escolhido o Shopping Leblon, no Rio de Janeiro, para sediar a sua primeira boutique Parfums & Beauté na América do Sul, a grife disponibiliza em seu luxuoso espaço desde a perfumaria clássica aos novíssimos esmaltes-desejo. Pela primeira vez numa filial brasileira, os produtos de todas as coleções de maquiagem lançadas durante as 4 estações do ano estarão disponíveis.

As clientes também contam com consultas a especialistas em maquiagem e tratamento, além de testar os produtos indicados para o seu tipo de pele e personalidade.

Agora o melhor do melhor: um bar olfativo, criado por Christopher Sheldrake, perfumista da Chanel. Ali será possível experimentar e descobrir qual é sua fragrância preferida. Quem passar por ali ainda terá o privilégio de encontrar a linha Les Esclusifs, que são frascos de fragrâncias raras desenvolvidos por Ernest Beaux, perfumista de Mademoiselle Chanel, hoje repaginados por Jacques Polge, exclusivo da maison há 30 anos. O espaço realmente promete proporcionar a seu público-alvo o privilégio de usufruir de experiências e sensações.

Fechar