Com o avanço da pandemia da Covid-19, a Volvo Car Brasil mais uma vez dá exemplo ao agir de forma solidária e sustentável. A marca sueca de carros de luxo irá disponibilizar uma frota de 80 veículos exclusivamente para profissionais de saúde atuantes nas ações de combate à pandemia e que estejam com dificuldades para se locomover.

Os carros que serão utilizados são os do Volvo Lovers, um programa de empréstimos gratuitos que a marca sueca já faz há algum tempo. Em virtude das restrições, esses empréstimos estavam suspensos.

Foram selecionados cerca de 80 profissionais de diversas áreas que atuam no combate à pandemia, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas pulmonares e auxiliares de limpeza. Dentre os pré-requisitos, foram escolhidas pessoas que utilizam o transporte público para ida e volta ao trabalho.

“As pessoas são sempre a nossa prioridade na Volvo, por isso nesse momento difícil queremos contribuir de alguma forma e estamos dando um novo passo em uma ação que ajudou tantas pessoas no ano passado. Em 2020, emprestamos nossa frota de marketing e imprensa especialmente para entidades ligadas ao combate da pandemia e agora estamos atuando diretamente com os profissionais de saúde que estão tendo problemas de locomoção com a utilização de transporte público no seu dia a dia”, explica João Oliveira, diretor geral de operações e inovação da Volvo Car Brasil.

No ano passado, a Volvo Car Brasil emprestou sua frota corporativa para diferentes entidades, todas comprometidas em atuar no auxílio a pessoas necessitadas e impactadas pelo novo coronavírus. Cerca de 270 veículos foram cedidos para diferentes organizações, entidades e pequenos negócios, dentre eles a Cruz Vermelha Brasileira, Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, CUFA (Central Única das Favelas), Instituto Dharma, Por Nossa Conta, Mercadão das Flores, DeFEMDe, Rede Rua, Casa Chama, Acreditar e UneAfro.

No total, foram mais de 75 mil entregas de alimentos, entre cesta básica, ovos de páscoa, leite, água, marmitas, etc. Foram impactadas durante a ação cerca de 1 milhão de pessoas.